Sobre nós

Coro da Vila – Histórico e Realizações

O Coro da Vila, antigo Coral Fundap, surgiu em 1993, como iniciativa dos funcionários da Fundação do Desenvolvimento Administrativo. Hoje é um grupo independente que reúne cerca de 60 coralistas. O coral vem-se apresentando em São Paulo e outros estados com um amplo repertório, que inclui música erudita, folclórica e popular do Brasil e de outras culturas. Entre 1993 e 1997, esteve sob a regência de Ana Yara Campos e desde 1998 está sob a regência de César Cerasomma.

A partir de 1995, promoveu anualmente o Encontro Fundap de Canto Coral, reunindo grupos corais de diversos locais do Brasil com edições no Memorial da América Latina, e no Theatro São Pedro.

Em 1998-99, preparou a leitura da Missa Brevis K. 192 de W. A. Mozart; em 2001 e 2002 dedicou-se à montagem do espetáculo Cinema!, com repertório de músicas que foram trilhas de filmes e levou-o aos teatros Sérgio Cardoso, São Pedro, Santa Cruz, Cláudio Santoro, em Campos do Jordão, e Clube Atlético Monte Líbano.

Em 2004-2005 produziu o espetáculo Ainda, um rico painel da manifestação cultural de vários povos e épocas na ritualização de seus cotidianos, e o levou ao Theatro São Pedro, ao Sesc, ao Centro Cultural São Paulo e ao Teatro Santa Cruz. Em 2007, estreou o espetáculo Romeu, Julieta, Queijo e Goiabada, expandindo e unificando as interpretações do erudito e do popular.

Em 2008, para celebrar os quinze anos de existência do grupo, o coro recebeu no Teatro São Pedro alguns grupos que partilharam com ele essa trajetória de difusão do canto coral no Estado de São Paulo, dentre eles o Coral da Unifesp e o Coral Juvenil Pio X.

Em 2009-2010, destacou a obra de Milton Nascimento e de outros compositores do Clube da Esquina. Milton e Geraes foi uma homenagem a um dos maiores e mais representativos nomes da cultura brasileira.

Em 2012, apresentou À Margem, programa de música contemporânea brasileira e internacional, com arranjos inéditos feitos para o nosso coro de canções de Chico Buarque, Rita Lee, Cazuza, Arnaldo Antunes, Beatles, Queen e outros. Todas as canções escolhidas buscavam o questionamento de estereótipos e padrões estabelecidos. Quais são eles? O que é correto? Quem é esse ser que está ‘à margem’, na vida e no amor?.

Em 2013, sob a regência de Maurício Martins Romitelli, o coro homenageou a bossa nova e, de quebra, o centenário de nascimento de Vinícius de Moraes, com o programa Vinícius e outras Bossas, que reuniu uma seleção de bossas (incluindo uma americana), que ilustram esse movimento musical que é hoje um símbolo nacional brasileiro.

No ano de 2014, para celebrar os 70 anos de aniversário do poeta maior do Brasil, Chico Buarque, o coro dedicou-se à preparação da Ópera do Malandro em concerto, que estreou em 2015 no Teatro Arthur Azevedo e, em seguida, no Theatro São Pedro. Novas apresentações desse espetáculo aconteceram em 2016 no Teatro Sergio Cardoso, no Teatro Paulo Eiró, nos teatros do Clube Monte Libano e Hebraica e na Unibes Cultural.

Atualmente, o grupo está preparando mais um programa dedicado ao universo do Clube da Esquina e seus compositores.

Coro da Vila

Coralistas

Monitoria: Alexandra Liambos e Estevam Penko

Regente assistente: Maurício Martins

Regente: César Cerasomma